Quem somos?


Em 12 de Março 2018, celebrou-se o 130º aniversário da Associação Promotora do Ensino dos Cegos, no qual o Presidente da Direção efectuou o seguinte discurso, que descreve quem somos atualmente:

Discurso de comemoração do 130º Aniversário da Associação Promotora do Ensino dos Cegos (APEC)


É com grande júbilo que nos encontramos hoje na Associação Promotora do Ensino dos Cegos, comemorando o seu Centésimo Trigésimo aniversário.

Antes de mais, queremos expressar os nossos mais sinceros agradecimentos pela sua presença neste evento, a Sua Excelência, a Senhora Secretária de Estado para a Inclusão das pessoas com deficiência, Dr.ª Ana Sofia Antunes, à Ex.ª Senhora Dr.ª Sandra Santos, em representação da Fundação EDP, ao Exmo. Senhor Presidente da Junta de Freguesia de Campo de Ourique, Dr. Pedro Cegonho, à Ex.ª Senhora Dr.ª Joana Mendonça em representação do Montepio Geral, ao Exmo. Senhor Presidente da ACAPO, Dr. José Augusto Tomé Coelho, ao Exmo. Senhor Presidente da Delegação de Lisboa da ACAPO, Paulo Santos, ao Exmo. Senhor Presidente da Fundação Lar de Cegos de Nossa Senhora da Saúde, Coronel José Duarte Velosa Trindade, a todos os Membros dos Órgãos Directivos da nossa associação, a todos os associados e quantos quiseram honrar este evento com a sua presença.

Todavia, ao iniciarmos estas breves palavras gostaríamos de expressar a nossa profunda gratidão àqueles que, mercê do seu empenho e sentido humanitário de justiça e equidade social foram os verdadeiros obreiros da nossa instituição, refiro-me aos seus fundadores.

A Associação Promotora do Ensino dos Cegos foi fundada em 12 de Março de 1888 com o objectivo de ministrar conhecimentos básicos às pessoas cegas que até então estavam votadas ao abandono, subsequentemente criou o Asilo-Escola António Feliciano de Castilho. Por aquela escola passaram muitos rapazes e raparigas que graças aos ensinamentos aí colhidos puderam sentir-se realizados, não só enquanto profissionais, mas também enquanto pessoas.

É com grande emoção que as associamos à esta comemoração, agradecendo-lhes o contributo que deram com o seu exemplo para a integração social das pessoas com deficiência visual.

Decorridos que são 130 anos continuamos a pugnar pela inclusão social das pessoas cegas e amblíopes.

Todavia, para que possamos prosseguir este nosso intento não podemos depender de boas vontades, de subsídios que podem ou não surgir. Assim sendo, temos vindo a trabalhar desde há alguns anos para o crescimento com sustentabilidade da instituição.

Na sequência do trabalho desenvolvido, foi possível criarmos uma parceria com um investidor francês, o que permitiu a criação de uma escola internacional de línguas, graças à cedência do direito de superfície do espaço degradado do antigo Instituto António Feliciano de Castilho por um período de 45 anos e com uma renda mensal que nos irá permitir implementar alguns projectos em favor das pessoas com deficiência visual, muito embora, em nosso entender, para os desenvolver seja necessário a criação de parcerias com entidades públicas e privadas, porque cada vez mais o sucesso das políticas de inclusão dependem da coesão e do esforço de diversos intervenientes.

Seguindo este rumo, surgiu O Projecto “Inclusão Social para a Maior Qualidade de Vida da Pessoa com Deficiência Visual”, sendo seu objectivo primordial a apresentação de soluções inovadoras. Mercê do Protocolo estabelecido com a Fundação EDP, foi possível equiparmos duas salas, uma de informática e outra de estimulação sensorial, para atendimento não só aos nossos associados com deficiência visual, mas também a quem de nós necessite.

Ao terminar este discurso, quero convidar-vos a visitar a nossa exposição itinerante “Sou eu, és tu” e às Instituições que o desejarem tê-la nas vossas instalações, para que possa chegar ao maior número possível de pessoas. Agradecer a presença de quantos quiseram a nós associar-se, esperando poder contar convosco para que consigamos atingir os nossos objectivos, pugnando pela plena inclusão das pessoas com deficiência visual em todos os sectores da vida activa.

Lisboa,12 de Março 2018
O Presidente da Direção
Victor Gregório Graça


Página anterior: Quem Fomos

Página seguinte: Órgãos Sociais